historia viveiros

Viveiros - História

A constituição da empresa Plansel teve lugar, em 1982, após a aquisição em pleno Alentejo da Quinta de S. Jorge em Montemor-o-Novo, por Jorge Boehm, alemão de nascimento mas com grande simpatia por Portugal. 
 
Desde aí a empresa cresceu no sector do viveirismo vitícola, sobretudo na produção de bacelos enxertados, até essa data praticamente desconhecidos em Portugal. Posteriormente envolveu-se na propagação de oliveiras por estaca semi-lenhosa.
 
Consciente de que as castas Vitis vinifera existentes em Portugal, na maioria dos casos autóctones mas também ibéricas, eram produtoras de vinhos de excelente qualidade, mas também que a sua cultura se encontrava um pouco negligenciada, a Plansel, pensou então na selecção e melhoramento das grandes castas, que eram nesse tempo, a Aragonez (Temperanillo), a Touriga Nacional, a Tinta Barroca ou a Verdelho. Entrou-se, por isso, no programa de selecção clonal JBP (com apoio de institutos internacionais com grande expressão no sector vitícola: FH Geisenheim (D), ENTAV (F) e Universidade Davis (USA)). Nesse programa de selecção procuraram-se materiais que, para além de isentos de viroses, e outras doenças, nos dessem garantia de uma produção equilibrada em resposta às necessidades do vitivinicultor. Actualmente a totalidade dos nossos materiais são de selecção clonal, na grande maioria com certificação, incluindo as certificações Inicial e Base.