No caso das castas brancas, e nas tintas para o vinho rosé, após a passagem pela câmara de frio, as uvas passam por um processo de esmagamento suave em prensas pneumáticas para, seguidamente, o mosto ser transferido para uma câmara de fermentação com temperatura controlada.

Os tintos sofrem um processamento diferente, a uva vai directamente para as cubas e somente após a fermentação e depois de o jovem vinho ter sido trasfegado, se extrai o restante vinho das massas através de uma prensagem suave.